Curta-me na rede social Facebook
Siga-me na rede social Twitter
Inscreva-se no canal Youtube
Adiciona-me na rede Google +
JB Treinamento em Informática, cursos e livros | Buzzero
Ouça diariamente a Web Rádio Online de Jussara PR
 
 Por Jorge Antonio de Queiroz e Silva
 Sábado, 08/10/2016, 21h20
  + notícias
Traduzir esta página

Greve, já!

Massacre de 29 de abril do ano passado. Crédito da imagem: HUFFPOST Brasil Massacre de 29 de abril do ano passado. Crédito da imagem: HUFFPOST Brasil.
Curso Online de Informática
Curso Online de Informática da JB Treinamento Aprenda no conforto de sua casa ou de seu escritório.Mais detalhes...
Vive-se, novamente, um clima tenso entre o governo do Estado e os (as) profissionais de educação da rede estadual de ensino, por causa de um Projeto de Lei encaminhado por Beto Richa, governador do Estado, à Assembleia Legislativa do Paraná.

Esse Projeto determina o parcelamento de progressões e avanços atrasados de aproximadamente 700 milhões para o ano vindouro, além da suspensão do reajuste do funcionalismo, programado para janeiro de 2017, conforme acordado no desfecho da greve do ano passado.

Mediante esse quadro de insegurança, o Conselho do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato) decidiu, na última quinta-feira, 6, realizar uma Assembleia no próximo dia 12 de outubro, quarta-feira, e greve a partir de 17 de outubro.

Sobre a possibilidade de uma nova greve, Beto Richa, ao ser questionado pelo portal CGN, de Cascavel, no Oeste do Estado, disse: deve ser “brincadeira.” E ele intimou o Sindicato, inadequadamente:

Em vez do sindicato cuidar do interesse dos professores, querem me prejudicar para me desgastar politicamente. Eu me dirijo aqui aos paranaenses e digo que o dinheiro é de vocês, que pagam impostos, e eu tenho obrigação de administrar bem.

Com essa fala, o distinto governador do Paraná, que recebe ao mês R$ 33.763,00 (com aumento previsto de 39.293,32 ) e, quando terminar o seu mandato, em 2018, se aposentará com os mesmos valores, joga o povo paranaense contra os (as) incansáveis profissionais da educação.

Ora, o maior arrocho já recai sobre o funcionalismo público.  Lembremos que todo mês, a partir da questionável reforma da Paraná Previdência aprovada à bala, literalmente, no famigerado Massacre de 29 de abril de 2015, o governo do Paraná abocanha R$ 125 milhões da poupança dos (das) servidores (as), além da taxação, no valor de 11%, dos inativos do Estado (os educadores e as educadoras são exemplos), que recebem acima do teto da Previdência Social, que na atualidade é   R$ 5.189,82.

E, agora, de forma autoritária, Beto Richa vai contra o Estado Democrático de Direito, ao propor o parcelamento de progressões e avanços e o cancelamento do reajuste do funcionalismo, via Projeto de Lei. Direito adquirido é para ser cumprido, conforme reza a Lei. A postura de Richa é inconstitucional.

Jorge Antonio de Queiroz e Silva é historiador, palestrante, professor.

JB Treinamento em Informática, cursos e livros
JB Treinamento em Informática, cursos e livros
JB Treinamento em Informática, cursos e livros | Um Jeito Novo de Ensinar

Educadores denunciam as reformas no Ensino Médio

A comunidade paranaense sabe que os (as) educadores (as) da rede estadual de ensino do Paraná estão em estado de greve, pois a dívida do governo para com a categoria está próxima dos 400 milhões de reais.
Mais detalhes...

Eleições e cidadania

Estimado (a) leitor (a), que tal entendermos as funções do prefeito, vice-prefeito e vereador para o exercício pleno da cidadania?
Mais detalhes...

Proposta de reforma do ensino médio não agrada

Governo federal divulgou a proposta de reforma do ensino médio, porém questionamentos são necessários.
Mais detalhes...

Lula, o “general” da propinocracia

Deltan Dallagnol, 36 anos, procurador do Ministério Público Federal (MPF), na quarta-feira, 14, em apresentação transmitida ao vivo pela TV, acusou o ex-presidente Lula de ser o “comandante máximo” da corrupção na Petrobras.
Mais detalhes...
Para receber todas as semanas notícias em seu e-mail, inscreva-se!
  Seu e-mail estará 100% seguro e nunca será compartilhado com ninguém.
Ao inserir seu e-mail você concorda com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.